segunda-feira, 29 de junho de 2009

Isso Mesmo.

A gente se perdeu no espaço de um tempo e meio. E não sei se te encontro mais. Eventualmente, talvez, eu te faça uma visita. Só para ver as suas marcas de expressão novas, dividir um pedaço do sofá e discutir sobre algum quadro de Van Gogh. Consequentemente, talvez, eu reconquiste algum espaço. E a gente passe a dividir a mesma caneca de café, escutando Chico e reparando na lua cheia. E aí, quem sabe, a gente se lembre de como era dividir o mesmo pensamento sem dividir palavras.

2 comentários:

silcompaz disse...

A vida é um perder-se um encontrar-se. A saudade de sentar junto, trocar idéias, reparar a mesma lua, apreciar o belo ou discutir sua beleza faz parte de quem se conhece mesmo sem precisar da troca de palavras.

Geovanna disse...

doeu, você nem sabe do que eu me lembrei...